sexta-feira, setembro 14, 2012

Autocontrole



Estive pensando sobre como podemos ter autocontrole sobre as nossas emoções. Bom, na verdade, o que eu andei mesmo pensando sobre, é como podem algumas pessoas ter tão pouco, ou quase nenhum, controle sobre suas mentes. 

Esse é um assunto tão complexo que tenho dificuldades para colocar no papel tudo o que passa pela minha cabeça. É uma coisa que me incomoda profundamente, pois vi pessoas que eram próximas, que se deixaram levar para outro mundo, talvez um mundo de tanta insegurança que as fizeram acreditar que estavam contra tudo e contra todos.  Um exemplo: odeio quando estou próximo de alguma realização/conquista e vem alguém e me diz “Não fala pra ninguém antes de acontecer, senão pode dar errado”. A minha vontade é responder: “Que merda é essa? Sai daqui! Não venha me arrastar para o seu mundo”! 

Sim, eu sei que algumas pessoas tem inveja, mas e daí? O poder que eu tenho sobre a minha vida e sobre a minha mente vai muito além. A partir do momento que você começou a deixar de fazer as coisas por estar preocupado com o que as pessoas vão pensar você já perdeu. Quando menos esperar, você estará vivendo num mundo muito pior do que ele já é! Você vai ficar paranoico, inseguro, vai andar olhando por cima do ombro, e aí é aquilo... Terapia, igreja, tarja preta e no fim das contas, uma vida de merda, na qual você não confia em ninguém e vive de imagem, e pronto! Você se tornou o que você mais temia. E isso eu posso afirmar sem medo de errar, pois as pessoas que são mais se preocupam com sua imagem, são as que mais gostam de apontar seus dedinhos para julgar, elas não sabem disso, mas sim, são muito boas nisso! 

 
Este é um desabafo de quem está cansado de ver pessoas queridas, que sem perceber, se tornaram o que sempre criticamos!  

Resumindo: só porque o mundo é uma merda, não significa que o seu também tenha que ser. Afinal de contas, ser feliz é um talento!

Talvez não tenha conseguido filosofar sobre este assunto tão bem quanto Descartes o faria, mas deixo aqui um pensamento dele para reflexão:

"Eu sou uma coisa que pensa, e só do meu pensamento posso ter certeza ou intuição imediata".

  DEIXE SEU COMENTÁRIO!!!

  #NowPlaying: Liam Finn - Music Moves My Feet

Um comentário:

  1. Ótimas palavras cara.

    Eu tenho uma percepção muito parecida deste seu "ponto de vista" e acrescento que maturidade influencia muito neste aspecto de autocontrole. Claro, quem sou eu pra falar de maturidade tenho apenas 25 mas em diversas situações da vida, momentos, vejo pessoas se deixarem tomar por emoções e tomar atitudes mediocres por apenas fazer parte daquele mundo lá, o mundo que no estado crítico, não "julgatório", criticamos.

    Você faz o seu mundo a partir daquilo que deseja, pensa e cria. Viver uma patologia por coisas que se vê por aí é para pessoas fracas que muitas vezes se julgam as fortes.

    Doido isso né?

    Abração mano!

    ResponderExcluir