terça-feira, novembro 27, 2012

Royalties do Petróleo

Nesses últimos dias, tenho lido e ouvido falar bastante à respeito do protesto que aconteceu no RJ sobre os royalties do petróleo, protesto esse que diga-se de passagem, contou com a presença super relevante da bizarra da Xuxa e também do tal do Buchecha (ou seria o Claudinho), entre outras pessoas que envergonham o nosso país, por isso resolvi vir aqui e expressar a minha opinião:

Bom, obviamente, esse tópico deveria ser tratado com muita seriedade, pois não é um assunto que envolve só dinheiro, tem muito mais a ser discutido, mas como podemos ver, nessa merda de país, tudo acaba assim ó... ( veja imagem do protesto ao lado)
 ...com uma batidinha manjada, uma letra imbecíl e alguma idiota chacoalhando aquela parte do corpo que expele o que ela tem na cabeça.

Mas voltando ao que interessa, fico indignado com essa galera protestando para não ter que dividir a grana do pétroleo, isso pra mim é um retrato do fim do mundo! Sabem esses filmes de armageddon que a galera se mata pra ver quem fica com a última lata de atum? Pois é, tipo isso. Imagino também o Tony Montana gritando "VOCÊS QUEREM OS MEUS ROYALTIES? ENTÃO SAY HELLO TO MY LITTLE FRIEND!!!". É lamentável tamanho desespero.

Mas tudo bem, deixem eles, no fim das contas o dinheiro não vai ficar com ninguém mesmo. Pensando nisso até criei um meme para "celebrar" a festa que vai ser:


Agora falando sério, eu gostaria muito que o estado de São Paulo se tornasse independente, porque esse negócio de ficar levando esse país nas costas já deu! Aí quando alguém tem a chance de fazer uma pelo país, os caras apelam tanto que mandam até a Xuxa dançar funk! Argh! Nós paulistas não estamos nem aí, fiquem com todos os royalties, mandem tudo pro CV, subam o morro para uma shopping spree à lá Adriano, invistam naquele time de mulambo que está morrendo de fome, paguem os salários e as contas de luz atrasadas da Portuguesa da Colina, comprem esmaltes e cremes chiques europeus para os jogadores do Flu, não importa, gastem como quiser antes que seja tudo roubado, mas façam essa velha parar! Não é justo que eu tenha que ficar constrangido sem sair do sofá!

DEIXE SEU COMENTÁRIO!!!


#NowPlaying: Incubus - Southern Girl

sexta-feira, setembro 21, 2012

O Vídeo Music Awards Brasil premia o quê? O menos desconhecido?

No ano passado eu fui à festa do VMB, e quando cheguei lá, percebi que ninguém ali era mais famoso do que o Seu João da venda daqui da vila. Um pensamento então me veio à cabeça, fiquei questionando que merda de prêmio era aquele. Não consegui encontrar um músico naquele lugar que merecia, de fato, ganhar alguma coisa que não fosse um belo de um tomate na fuça.

Talvez se existissem as categorias "hipster no ano", "cabelo do ano" e "mais metido com pose de humilde do ano", eu ficaria feliz em entregar pessoalmente os prêmios. Criolo e Emicida, por exemplo, seria um páreo duro nesta última categoria. Se tem uma coisa que eu aprendi a odiar crescendo na ZL de São Paulo, é pose fake de humilde. Esse tipinho eu conheço mais de mil! Você com certeza deve conhecer um espécime, não tão raro, desses. Suas características são as seguintes: São uns losers, nunca tiveram nada, aí um dia conseguem alguma coisa e pronto, a impáfia predomina nesta pessoa, que óbviamente já tinha predisposição para a arrogância. Eles ostentam (ah como ostentam), olham os outros de cima, sempre fazendo piadinhas ridicularizando pessoas que se encontram em posições inferiores às suas. Todo mundo conhece alguém assim, que trata mal garçom, manobrista, o office boy da empresa e estão sempre falando como são humildes. Talvez os próprios acreditem mesmo que são, mas só nós que estamos de fora, sabemos do constrangimento que é estar ao lado de gente assim. E por isso, os evitamos.



Mas voltando ao tópico principal, que é a música (ou a falta dela), eu sou suspeito pra falar, já que não gosto e nunca gostei de música brasileira, podem falar que sou paga pau de gringo, eu não ligo! Nada que é feito musicalmente nesse país me apetece, é sempre o mesmo disco, o mesmo batuque, as mesmas mulatas, as mesmas bundas, o mesmo lixo enlatado e um bando de gente fresca que faz MPB, e a cada "chatice" nova que lançam, se comportam como se tivessem escrito a nona sinfonia do grande Ludwig. Claro que a mídia tem grande influência nisso, nossos consumidores são condicionados, e como todos nós sabemos, neste país retrógrado e explorador, a palavra inovação é proibida.

Imagine você, se todo mundo neste país começasse a inovar, que perigo seria pra bandidagem que manda nesta espelunca. Pois a conta é simples: Crítica + inovação = revolução. O governo não quer isso, a Globo menos ainda, porque cá entre nós, se nosso povo fosse um pouquinho mais espertinho (tom sarcástico), quem iria assistir à tv aberta? Fala sério né!? Ninguém! Espero.

Mas deixando a minha opinião de lado, há de convir, que a coisa hoje, está mais feia do que nunca. Como no futebol, a safra musical tá feia de verdade! E na falta de ídolo, qualquer neguinho vira Pelé. A mídia precisa disso, precisa de ídolos e precisa de fãs. Então eles pegam o que tiver e mandam ver na televisão. Só que estamos entrando num ciclo sem legado. Odeio sertanejo, mas quem hoje vai deixar um legado neste gênero como Chitãzinho e Chororó deixaram? Não tem! No rap o que ainda salva são os Racionais, porque o resto é resto, como citei acima, é um bando malandro de boutique que compra roupa na Oscar Freire e anda com Skate com design do Herchcovitch. Rock´n Roll aqui então,inexiste, podem xingar, mas não tem! O que temos é vergonha alheia, tipo o Dinho do Capital Inicial, que aliás, está fazendo hora extra no armário.

Bom, já perdi o fio da meada... sou muito expansivo e esse texto se prolongou demais. Mas a ideia principal quando eu comecei a escrever era a de tentar chegar a uma conclusão sobre o VMB. Porque pra mim, só o fato de existir um prêmio para música brasileira, já é um absurdo por si só. Tipo, como fazer um nobel da paz em brasília, se só tem bandido lá que quer que o povo se foda,? Não dá né!? É a mesma coisa.

Mas a história é aquela de sempre, tudo culpa do "money que é good e nóis num have"! Esses eventos patéticos e constrangedores são apenas feiras de negócios. Um grande comercial animado. Afinal de contas, os tubarões que estragam a nossa música e a nossa cultura, precisam fazer o deles, precisam divulgar seus péssimos produtos, que como todos, por pior que seja, vende se bem divulgado. O Rick Bonadio que o diga.

E antes que eu me esqueça, a Mtv está falindo, está com seus dias contados. Foi vitíma do monstro que ela mesmo ajudou a criar, mas não soube executar tão bem quanto a Globo, que diferente dela, ganha milhões as custas de música ruim. E bota ruim nisso!

Ps. No fim das contas, é tudo culpa dos Beatles, eles deixaram os meus padrões muito altos, talvez se eu tivesse crescido ouvindo lixo, como todo mundo, eu também estaria lá ascendendo um isqueiro no show do Belo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!!!


#NowPlaying: Wings - Again and Again and Again


sexta-feira, setembro 14, 2012

Autocontrole



Estive pensando sobre como podemos ter autocontrole sobre as nossas emoções. Bom, na verdade, o que eu andei mesmo pensando sobre, é como podem algumas pessoas ter tão pouco, ou quase nenhum, controle sobre suas mentes. 

Esse é um assunto tão complexo que tenho dificuldades para colocar no papel tudo o que passa pela minha cabeça. É uma coisa que me incomoda profundamente, pois vi pessoas que eram próximas, que se deixaram levar para outro mundo, talvez um mundo de tanta insegurança que as fizeram acreditar que estavam contra tudo e contra todos.  Um exemplo: odeio quando estou próximo de alguma realização/conquista e vem alguém e me diz “Não fala pra ninguém antes de acontecer, senão pode dar errado”. A minha vontade é responder: “Que merda é essa? Sai daqui! Não venha me arrastar para o seu mundo”! 

Sim, eu sei que algumas pessoas tem inveja, mas e daí? O poder que eu tenho sobre a minha vida e sobre a minha mente vai muito além. A partir do momento que você começou a deixar de fazer as coisas por estar preocupado com o que as pessoas vão pensar você já perdeu. Quando menos esperar, você estará vivendo num mundo muito pior do que ele já é! Você vai ficar paranoico, inseguro, vai andar olhando por cima do ombro, e aí é aquilo... Terapia, igreja, tarja preta e no fim das contas, uma vida de merda, na qual você não confia em ninguém e vive de imagem, e pronto! Você se tornou o que você mais temia. E isso eu posso afirmar sem medo de errar, pois as pessoas que são mais se preocupam com sua imagem, são as que mais gostam de apontar seus dedinhos para julgar, elas não sabem disso, mas sim, são muito boas nisso! 

 
Este é um desabafo de quem está cansado de ver pessoas queridas, que sem perceber, se tornaram o que sempre criticamos!  

Resumindo: só porque o mundo é uma merda, não significa que o seu também tenha que ser. Afinal de contas, ser feliz é um talento!

Talvez não tenha conseguido filosofar sobre este assunto tão bem quanto Descartes o faria, mas deixo aqui um pensamento dele para reflexão:

"Eu sou uma coisa que pensa, e só do meu pensamento posso ter certeza ou intuição imediata".

  DEIXE SEU COMENTÁRIO!!!

  #NowPlaying: Liam Finn - Music Moves My Feet

sexta-feira, agosto 24, 2012

Campanha de armamento!


Mais um tiroteio nos EUA. A média neste mês de agosto tem sido de pelo menos um por semana, e todos com mais de uma vítima fatal.

Agora virou moda, os americanos estão resolvendo tudo na bala. Levou pé na bunda da namora? É bala! Perdeu o emprego? Bala! Foi no banheiro e tinha acabado o papel? Bala!

E tem gente que defende a venda legal de armas no Brasil. Essas pessoas obviamente não conseguem enxergar um palmo a sua frente, talvez elas pensem que estão vivendo, sei lá, na Suiça. Não é complexo de inferiodade, mas na moral, nosso povo é muito mais despreparado pra poder lidar com armas que o povo americano, por exemplo.

Imaginem a tragédia que seria nesse país, que já é uma merda, se todos tivessem acesso a armas de fogo. Do jeito que está, as pessoas já se matam no trânsito por causa de uma seta não dada e crianças de 5, 6, 7 anos levam armas, teoriacamente proibidas, à escola. Mas alguns grupos, insistem que devemos armar um povo que não respeita seus idosos, que não educa suas crianças, um povo que passa por cima dos pedestres e empurra mulheres grávidas para poder sentar antes dela no metrô. Genial, não!?



Resumindo, essa ideia de armamento é tão péssima quanto deixar um traficante dar palestra no N.A. ou nomear um padre para o cargo de diretor de creche.



DEIXE SEU COMENTÁRIO!!!

terça-feira, agosto 21, 2012

Todos iguais e tão desiguais, mas uns mais iguais que os outros!






As eleições estão chegando e ao ver as propagandas dos candidatos à prefeitura da nossa querida metrópole cinza, temos a ilusão de ter uma vasta gama de opções. Opções estas que caracterizam a diversidade da nossa querida São Paulo, e para ilustrar, fiz uma lista com uma descrição rápida de cada um deles. Veja:

1.       Celso Russomano

Em primeiro lugar temos este famoso candidato, que julgando pelo sobrenome, é de origem italiana. Quem não se lembra dele, o jornalista que brigava pelos direitos do consumidor, no “Aqui e Agora!” nos anos 90? É famoso também por ser acusado de bater em mulher e também por desvios de verbas públicas em 2010.


2.       José Serra

Ah, esse é o meu fanfarrão favorito! Nascido na Mooca (meu!), apesar de vir de família italiana, Serra mais parece ter vindo da família dos répteis, mais precisamente as tartarugas, fato este que é bem irônico, já que elas se diferenciam dos demais por possuírem uma carapaça protetora, e Serra, como provado no episódio da bolinha de papel, que o levou para a UTI do Hospital Sorocaba em 2010, tem uma careca bem desprotegida e frágil. 

Mas vamos falar sério, o Tortuguita é um brincalhão, não terminou um mandato na vida, é um oportunista, sem contar que os seus discursos são mais manjados que as músicas do Roberto Carlos.
Mas Serra tem uma qualidade, não se engane com sua cara de idiota, como diria nosso querido Boça, o candidato do PSDB é bastante malaco, sua casa nunca caiu!



3.       Gabriel Chalita

Esse é o mais “boyzinho” de todos! Formado em direito pela PUC, Chalita, que é de origem judaica, nunca brincou na rua. Ele gosta de dar uma de Lula, mas não se engane, de pobre não tem nada, sempre teve o brinquedo da moda. Repare no olhar de coxinha dele, ah, essa carinha não me engana, aqui na ZL a gente sente o cheiro de quem foi criado à base de bolinho de chuva da vovó de longe!
Seu maior problema nestas eleições pode ser a rejeição por parte da “gente diferenciada”.


4.       Fernando Haddad

O Fernando Haddad ninguém sabe direito de onde veio, tem esse nome de quem veio de alguma quebrada do Oriente Médio.  Dizem que foi ministro da educação entre 2005 e 2012, em outras palavras, coçou o saco por sete anos, só ficou famoso mesmo quando apareceu com seu carisma de cone entre Lula e Maluf na fatídica foto do aperto de mão entre os dois clássicos malandros!
Argh...  Acho que não preciso falar mais nada, fiquei com o dedo cheirando chorume só de escrever sobre isso. Ainda bem que eu tenho álcool em gel na minha mesa!
Haddad como o Chalita, também é playboyzinho, nunca comeu miojo e desconhece a palavra fliperama, sua qualidade é não ter nenhum B.O., mas com essas companhias... tic, tac, tic, tac...

-

Bom... Além destes que julgo serem os principais bandidos a prefeitura, ops, desculpe, eu quis dizer candidatos à prefeitura, temos ainda Soninha “dig dig dig dig Planet Hempaaa” Francine, Levy “Aerotrem” Fidelix (aff!) e at last but not least, Paulinho da Força, que força mesmo ele nunca deu pra ninguém, é bem famoso por ser presidente da Força Sindical há uns duzentos anos e também por sua condenação em 2011 pelo crime de.........adivinhaaaaaa, aha! Sim! Desvio de verbas públicas. 

Que clichê!

Finalizando essa breve descrição de todos estes sem vergonha, podemos realmente constatar a diversidade dos nossos candidatos.  São pessoas de todos os tipos, dos mais diversos backgrounds, as mais diversas variações de incompetência.  Mas não se engane, no fundo são todos iguais e futuramente eles vão nos “roubar”, “estuprar”, enganar e sorrir na nossa cara.

Mas enfim, depois de analisá-los bem, a semelhança mais marcante que pude encontrar entre todos os nomes acima é a ocupação de suas mães, então, na hora de votar, por favor, fiquem bem espertos, porque política nesse país é caso de polícia!


 DEIXE SEU COMENTÁRIO E COMPARTILHE!!!


#NowPlaying: John Lennon - Mind Games




sexta-feira, agosto 17, 2012

Política e religião. Sim, tudo pode piorar!

Como observado por Gilberto Dimenstein em sua coluna (clique aqui para ler), os religiosos têm cada vez mais influência na política brasileira, em outras palavras, a perspectiva é de que o que já é ruim, pode piorar ainda mais! Como se já não bastasse sermos comandados por uma bando de ignorantes, ladrões, retrógrados e maus caráter, agora seremos comandados por ignorantes, ladrões, retrógrados, maus caráter, preconceitusos e religiosos!

E na nossa bunda, mais 10%!



#NowPlaying: Brian Wilson - Wild Situation

quarta-feira, agosto 08, 2012

Jehovah´s Witness




There was a knock at the dooor one morning. 

Jack opened it and there was a young man standing there who said, "I'm a Jehovah's Witness". 

"Come in and sit down," Jack said brightly. "What do you want to talk about?" 

The young man looked confused and said, "Damned if I know - I've never got this far before!"

 
    Jack Nicholson ou um testemunha de Jeová puto?

sexta-feira, março 30, 2012

Convenientemente inconveniente!

Pra comprar o ingresso do Lollapallooza pela internet é cobrado uma taxa de conveniência de R$ 30,00 por ingresso, o detalhe é que eles não entregam, você tem que retirar na bilheteria. Resumindo, você paga R$ 30,00 para que eles, convenientemente, não façam porra nenhuma! Bem conveniente essa taxa de conveniência, não!?
O vocalista do Jane´s Addiction e idealizador do Lollapalooza, Perry Farrel, que de repente ficou incovenientemente esperto demais...
 
 



Obs. Sim, eu fui propositalmente repetitivo! 

#NowPlaying: The Airborne Toxic Event - Innocence


quarta-feira, fevereiro 22, 2012

Tempo


Ah o tempo... Como ele muda as coisas! Só ele é capaz de transformar a pergunta em resposta e a dor em experiência, sabedoria.

Uma vez escrevi que o tempo não apenas te ajuda a cruzar a ponte e superar determinado obstáculo, ele também te ensina a construir a ponte.



O tempo torna as coisas passageiras, quando ele passa, as certezas se tornam frágeis, tudo o que acreditamos no presente, será questionado no futuro, é o velho “não cuspa para cima”, o famoso “nunca diga nunca”.  Ele insiste em teimar para que eu não seja teimoso, eu estou tentando, estou aprendendo!

Mas por hora, com licença, preciso limpar a minha testa. Vou ali tentar assimilar mais essa lição que o tempo, aliado à física, acaba de me ensinar.

Deixe seu comentário!!!

#NowPlaying: Electric Light Orchestra – Telephone Line